domingo, 3 de janeiro de 2016

A ANTIGA HISTÓRIA DO BATOM





Os primeiros batons surgiram, provavelmente, na mesopotâmia. No começo, os nossos "queridinhos" eram feitos de pó de pedras preciosas, sumo de diversas plantas e outros elementos rudimentares. Tudo isso com o intuito de ornar os lábios.

No Antigo Egito o batom era utilizado apenas pelas classes sociais mais elevadas. Certas matérias primas tinham toxidade. Mas, acredita-se que não eram todas as cores. Aliás, foi no Antigo Egito 2000 a.C a 100 d.C, que o vermelho se tornou popular, feito com o famoso "corante carmim" extraído da Cochonilha (boa parte dos batons vermelhos ainda usam o corante carmim, exceto os batons vegetarianos).

Foi no século 8 a 12 d.C que o Batom começou a ganhar formato, o árabe,Abu al-Qasim al-Zahrawi conseguiu não apenas, uma textura rígida, mas um formato que agradasse. No século XVI, a rainha da Inglaterra, Elisabeth I (não confunda as rainhas, por favor) o batom vermelho era moda e muito caro, uma exclusividade da alta aristocracia europeia.

No século XVIII e XIX, o batom não era mais de classes sociais elevadas. Tornou-se um artigo de mulheres vulgares, prostitutas ou atores de teatro (mal vistos naquele tempo). 

Mas, a popularidade do batom veio por meio da Europa, que ajudou a belezura a se espalhar no mundo todo. O famosos perfumistas franceses investiram na comercialização do produto (obrigada, Guerlain).

De tudo de mais curioso que a minha pesquisa sobre o batom descobriu quanto ao seu formato. A forma do batom como conhecemos, foi inspirado no pênis humano... Não é brincadeira! O formato do pênis foi a inspiração dos nossos queridinhos... Imagino, exatamente em que momento surgiu tal ideia.

 Sites: www.historiadetudo.com/batom
           www.adoromaquiagem.com.br/historia-batom
           www.sitedecuriosidades.com/invencoes


Um beijo e um queijo!